Home Edições RCL 39 _ Fotografia(s) Contemporaneidades O humano criado à imagem da arte

RCL 39 _ Fotografia(s)

O humano criado à imagem da arte

A arte foi-se afastando de tudo o que a determinava do exterior: os ritos, a teologia, a moralidade e finalmente a estética. Acabada esta passagem que a punha fora de si, a arte expande-se recobrindo a totalidade do real, deixando de fazer sentido o debate sobre a autonomia da arte ou a crítica da «arte pela arte», quando esta se torna «total». Complica-se enormemente a noção de obra de arte. Sintoma dessa dificuldade foi a tentativa wagneriana de criar uma «obra de arte total», projecto que originando-se no romantismo nunca desapareceu verdadeiramente, tendo sido assumido por Mallarmé e muitos outros, como seria o caso de Matthew Barney nos nossos dias ou das «obras» hipermedia.

A série de serigrafias de Romy Castro intitulada «Uma Imagem da Criação» tematiza o papel da arte na época em que as imagens se desencontram com a matéria e a própria vida. Ao executar «uma» imagem da criação é a própria carne que é redimida do seu conflito com as imagens técnicas, que servem de ponto de inscrição da biopolítica actual. Pressente-se que a carne está ameaçada pela vontade de corrigi-la tecnicamente. Ao analisarmos este trabalho de Romy Castro, verificamos como a imagem da criação feita no momento terminal da história que é o nosso exige a permanente recriação do aspecto de um «real» cada vez mais técnico, e de um orgânico cada vez mais solitário. A haver criação humana, a arte constitui a sua certidão de nascimento.

Navegação

Contacte-nos

icon-addressRevista de Comunicação e Linguagens
Centro de Estudos de Comunicação e Linguagens
Av. de Berna, 26-C, 5.º andar, sala 506
1069-061 Lisboa PORTUGAL

icon-phone(+351) 21 795 08 91

icon-fax(+351) 21 795 08 91

icon-emailEste endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.