RCL 38 _ Mediação dos Saberes

O Alfabeto de Relações Universais (ARU)

Este artigo sugere a construção de um Alfabeto de Relações Universais (ARU) que possa ser utilizado em pesquisa qualitativa. Para tal, enquanto prolegómenos, o autor esquiça uma breve antropologia dos alfabetos no seio de diversas civilizações. Em segundo lugar, articula a pesquisa científica (e, em particular, a análise qualitativa de textos) à própria construção e desconstrução da linguagem científica. Em seguida, são passados em revista os diferentes mas complementares tipos de lógicas que esclareceram ou ensombraram a hstória do pensamento. Finalmente, apresenta-se uma das secções do ARU, o Alfabeto de Relações Interconceptuais (ARI). Trata-se de um alfabeto não constituído por letras mas por relações lógicas analíticas, no seio de dimensões estruturais ou conjunturais, e circunscrito em três línguas nacionais, Português, Francês e Inglês. Diversos exemplos simples de aplicação do ARI à análise de textos são mostrados, nas áreas da Sociologia e Literatura. Um tal dispositivo metodológico e técnico poderá ser integrado como um módulo de softwares de análise qualitativa de textos científicos ou narrativos.

Navegação

Contacte-nos

icon-addressRevista de Comunicação e Linguagens
Centro de Estudos de Comunicação e Linguagens
Av. de Berna, 26-C, 5.º andar, sala 506
1069-061 Lisboa PORTUGAL

icon-phone(+351) 21 795 08 91

icon-fax(+351) 21 795 08 91

icon-emailEste endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.