Home Edições RCL 33 _ Corpo, técnica, subjectividades Ensaios Entrar pelos olhos dentro: A cultura visual da medicina

RCL 33 _ Corpo, técnica, subjectividades

Entrar pelos olhos dentro: A cultura visual da medicina

A ideia de uma cultura visual da medicina assenta em duas teses fundadoras. De acordo com uma, a arte, desde o Renascimento, depôs nas mãos da ciência o privilégio de representar as proporções do corpo humano, de um modo em que os critérios de rigor anatómico se sobrepõem aos anteriores critérios de beleza estética, mas que irão a partir daí determinar estes também. Segundo a outra, a medicina científica moderna surge de uma revolução no olhar clínico, à luz da qual se estabelece que toda a patologia assenta numa lesão empiricamente visível no corpo. A persecução da transparência do corpo consubstanciou assim uma cultura visual da medicina, que sintetiza uma epistemologia e uma estética, com momentos altos na anatomia renascentista e na fotografia e na cinematografia do virar do século XIX para o XX, mas de que é expoente contemporâneo a imagiologia médica potenciada pelas novas tecnologias informáticas da imagem.

Navegação

Contacte-nos

icon-addressRevista de Comunicação e Linguagens
Centro de Estudos de Comunicação e Linguagens
Av. de Berna, 26-C, 5.º andar, sala 506
1069-061 Lisboa PORTUGAL

icon-phone(+351) 21 795 08 91

icon-fax(+351) 21 795 08 91

icon-emailEste endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.